NIKE+ RUN CLUB

0922_NRC_SLP_FST0_mobile.jpg

MITOS REVELADOS FASCEÍTE PLANTAR

Plantar_M01a.jpg

Esta lesão é comum entre os corredores e as suas potenciais causas são profundas, mas existem algumas formas de a combater.

Plantar_M02.png

Se alguma vez tiveste fasceíte plantar sabes que é algo que não desejarias a ninguém. Quando a fáscia plantar, uma camada de tecido espesso que se estende a partir do meio do pé e suporta a planta do pé, fica inflamada e/ou sobrecarregada, provoca uma dor lancinante na parte inferior do teu pé, do calcanhar até aos dedos. Geralmente é mais doloroso de manhã, quando sais da cama e dás os primeiros passos. E, infelizmente para nós, esta lesão é extremamente comum entre os corredores.
"São muitos os fatores de risco da fasceíte plantar", afirma o membro do Nike Performance Council, Lance Walker, MS, PT e diretor de desempenho global na Michael Johnson Performance (MJP). "Podem incluir aspetos como excesso de peso, mobilidade, estabilidade ou flexibilidade diminuídas da zona do pescoço para baixo, desequilíbrios neuromusculares e padrões de esforço diferentes dos teus glúteos, apenas para citar alguns exemplos". Se praticas corrida e tens qualquer destas características, o impacto repetitivo pode potencialmente influenciar toda a tua cadeia cinética, criar tensão na fáscia plantar e, eventualmente, transformar-se numa lesão por utilização excessiva.
Tendo em conta a diversidades de causas, a melhor forma de te manteres longe de uma fasceíte plantar, ou na verdade de qualquer lesão, é tornares-te um corredor (e atleta) mais forte, mais equilibrado, mais flexível e mais eficaz de um modo geral. O mais provável é que o que é válido para ti seja diferente do que é válido para os teus outros amigos corredores.
Um bom ponto de partida é analisar a tua própria forma natural de correr e resolver diretamente quaisquer problemas que esta te esteja a provocar. "O impacto no calcanhar a alta velocidade, por exemplo, pode colocar-te em risco de distensão muscular, reduzir a tua velocidade e criar problemas de absorção de choques, visto que o teu calcanhar entra em contacto com o solo antes de todo o teu corpo enquanto a tua tíbia se desloca na direção oposta", afirma Walker. Por outro lado, aterrar com a zona do meio do pé pode minimizar o impacto, mas deves também treinar fora da estrada - no ginásio e não apenas exercícios focados na corrida - para fortalecer as tuas ancas, estabilizar a bacia, fortalecer e mobilizar os tornozelos e estabilizar o arco dos teus pés. Ajustar a tua postura de modo a dares a passada com os teus pés debaixo das ancas e uma ligeira inclinação para a frente pode potencialmente ajudar a reduzir os problemas da cabeça até aos pés.
Outra forma de minimizar o impacto repetitivo que a corrida tem no teu corpo, reduzindo assim potencialmente o risco de lesões (incluindo fasceíte plantar) é diversificar o tipo de treino - e as sapatilhas que utilizas enquanto treinas - de forma regular. Todas as corridas devem respeitar um objetivo, seja ele aumentar a força, a velocidade ou a resistência. E, de igual modo, todas as sapatilhas têm um objetivo. Na Nike, as sapatilhas "Run Long" proporcionam um amortecimento adicional para melhorar a absorção de choques e suavizam os impactos nas tuas articulações quando percorres longas distâncias. As sapatilhas "Run Fast" dão-te naturalmente um maior impulso na zona do meio do pé, o que pode diminuir o impacto e tornar-te mais eficaz. E as sapatilhas "Run Strong" foram concebidas para ajudar a fortalecer os teus pés durante as passadas. Combinar estes estilos com os treinos adequados pode preparar-te para conseguires um maior sucesso durante o teu treino.

Plantar_M02.png

RECAPITULAÇÃO RÁPIDA
A fasceíte plantar é uma lesão que ocorre quando a fáscia plantar, uma camada de tecido espesso que se estende a partir do meio do pé e suporta o arco do pé, fica inflamada e/ou sobrecarregada.
A dor pode ser provocada por diversos fatores de risco, tais como mobilidade, estabilidade e flexibilidade diminuídas.
Tornares-te um corredor mais forte, mais equilibrado e mais flexível pode ajudar a prevenir a fasceíte plantar (e outras lesões).
Também pode ser benéfico trocar o tipo de sapatilhas que utilizas para diferentes treinos. As sapatilhas "Run Long" proporcionam um amortecimento adicional para melhorar a absorção de choques e suavizam os impactos nas tuas articulações quando percorres longas distâncias. As sapatilhas "Run Fast" dão-te naturalmente um maior impulso na zona do meio do pé, o que pode diminuir o impacto e tornar a tua passada mais eficaz. E as sapatilhas "Run Strong" foram concebidas para ajudar a fortalecer os teus pés durante as passadas.

SEGUIR A NIKE RUNNING